por Silvana Tamassia

A educação é transformadora! Imagina se juntarmos muita gente apaixonada pela educação e que quer contribuir para transformar a vida de outras pessoas?

Foi o que aconteceu no último Encontro Anual de Líderes, realizado entre os dias sete e nove de agosto e organizado pela Fundação Lemann e que tem mais de 700 participantes engajados para mudar o Brasil.

E dentro deste grupo, temos mais de 300 educadores engajados e motivados para gerar impacto na vida de milhares de alunos espalhados pelos quatro cantos do nosso país.

Neste grupo temos professores, gestores escolares, líderes públicos e empreendedores que se dedicam a esta causa, criando uma forte conexão para potencializar o seu trabalho por meio desta rede, ampliando o alcance de sua atuação em suas localidades.  Dentre estes, Alex, Cláudia e Silvana que atuam na Elos Educacional, e tem se dedicado a estudar sobre temas como gestão escolar, avaliação e formação de professores, como também acompanham o dia a dia da formação de educadores em diversas redes do Brasil.

Além da possibilidade de se conectar com estas pessoas incríveis, o encontro realizado na cidade de Embu, em São Paulo, oportunizou também a possibilidade de discutir sobre alguns temas relevantes como a formação continuada de professores no Brasil, empreender na educação, atuação dos secretários de educação, pesquisa aplicada no Brasil, primeira infância, entre outros sobre os quais tivemos a oportunidade de ouvir especialistas, pesquisadores do tema, além das experiências de diferentes membros da rede.

Outro momento importante do encontro foi a mesa com mulheres inspiradoras! Participaram a ambientalista Marina Silva, a prefeita de Caruaru Raquel Lyra e Selma Moreira, diretora executiva do Fundo Baobá, que trouxeram suas experiências e as dificuldades enfrentadas em suas trajetórias.

Trazer a mulher para o centro das discussões é muito importante se queremos garantir igualdade de oportunidades.

Considerando que a educação pode transformar as pessoas, é essencial refletirmos sobre estratégias que valorizem as minorias e garantam políticas afirmativas, que possam ampliar oportunidades para todos.

Paulo Freire, em uma de suas obras mais famosas, nos traz uma profunda reflexão sobre esta necessidade:

É na diversidade que a gente cresce, amadurece e se transforma, ampliando nossos saberes e as possibilidades de troca e de aprendizado.

É também na diversidade que a gente pode se doar e trazer aquilo que temos de melhor para contribuir com o grupo do qual fazemos parte, ou de outros grupos com os quais podemos cooperar.

E, neste sentido, esta rede também está crescendo, com a “Ponte de Talentos”, composto por pessoas de baixa renda, em sua maioria de homens e mulheres negras, que desejam ampliar seus estudos, mas que não têm condições para alcançar sozinhas o sonho de estudar no exterior.

Valorizas as diferenças e gerar oportunidades é essencial para garantir a equidade para todos, adultos e crianças.

E falando em crianças, outra mesa que mereceu destaque foi a que refletiu sobre a dificuldade de colocarmos o aluno no centro das discussões sobre educação.

De acordo com Soares, 2016:

Desde modo, o papel de professores, gestores escolares e demais lideranças pedagógicas é garantir que esses direitos sejam preservados e que os alunos aprendam aquilo que é esperado em cada ano escolar.

Neste sentido, a maior contribuição desta grande rede de líderes é possibilitar que cada um possa contribuir com os seus saberes e experiências e que possam sair deste encontro com as energias renovadas para enfrentar este mundo cheio de desafios, mas também cheio de gente boa que quer contribuir para mudar o Brasil por meio da educação!

Referências

SOARES, J. F. A contribuição da gestão para a melhoria da educação: evidências como perspectiva. In: Caminhos para a qualidade da educação pública: gestão escolar. São Paulo: Santillana, 2016. Disponível em https://www.fundacaosantillana.org.br/pdfs/caminhos_educacao.pdf. Acesso em 16 de ago. de 2019.