por Kely Cristina Santos

O Projeto Político Pedagógico é o documento que representa a escola. É nesse documento que encontramos as orientações discutidas sobre o fazer educativo: a identificação do espaço escolar, a concepção de Educação, os princípios e diretrizes que regem a prática dos profissionais, a organização do trabalho pedagógico e o regimento interno. Frente a isso, cabe ao diretor escolar a articulação do documento, que deve ser construído coletivamente pela comunidade escolar, dar os encaminhamentos às demandas cotidianas que envolvem a garantia do direito de aprendizagem de todos.

Na busca por uma Educação de qualidade, são necessários ao diretor conhecimentos, competências e habilidades que o auxiliem para ter uma gestão organizada, pautada em ações coletivas e formativas que favoreçam a participação e crescimento de todos os envolvidos no trabalho educacional. Dentre esses aspectos, identificar as necessidades do coletivo da escola, compreendendo as expectativas e anseios dos professores e da equipe de apoio requer deste profissional o exercício da escuta atenta e habilidosa para realizar leituras claras e coerentes, alinhando-as ao desenvolvimento da ação educativa que se pretende, considerando os princípios e as diretrizes que a regem.

Outra das atribuições do diretor é o trabalho para soluções das demandas apresentadas em seu grupo, considerando a diversidade que o caracteriza, criando espaços de formação para toda a comunidade escolar, oportunizando momentos de reflexão coletiva e de encaminhamentos com vistas à qualificação do processo educativo que está para muito além da sala de aula convencional.

A responsabilidade da condução de uma escola de qualidade tem seus objetivos efetivados no Projeto Político Pedagógico. Nele, estarão explicitados os objetivos pedagógicos que a escola quer alcançar, sendo esses objetivos os norteadores da ação educativa proposta, que além de desenvolver-se a partir do pressuposto da gestão democrática, deverá também, tratar das categorias de acesso, permanência e aprendizagem dos alunos, por meio de práticas pedagógicas inclusivas, contextualizadas, significativas que garantam o direito de aprender e efetivem a qualidade social da escola. Devem às ações de gestão escolar, representadas na figura do diretor, estar pautadas em um modelo democrático, participativo, dialógico e de qualidade.

Ao diretor escolar, cabe a investigação e a desconstrução de práticas que estão postas no cotidiano escolar, mas que, por vezes, não representam e não correspondem coerentemente aos princípios e diretrizes norteadores do PPP da unidade escolar que, por sua vez, respondem às orientações de suas redes de ensino. Em situações como esta, cabe ao gestor conduzir a problematização, a reflexão coletiva e a orientação ao grupo quanto à necessidade de construção de formas de fazer com que a Educação de qualidade aconteça.

No desenvolvimento de seu trabalho, o diretor escolar, ao realizar as leituras das demandas da escola, há de considerar algumas etapas, as quais destacam:

Vitor Paro (2015) nos diz que “(…) a gestão escolar, objeto a que ela se aplica é a escola, lugar privilegiado da ação do diretor (…)”. Então, ainda que a finalidade da escola seja a Educação e seu tratado pedagógico, são muitas as manifestações que nela se apresentam, inclusive, nos aspectos administrativos, financeiros, pessoal e social. Dada toda a dinâmica que permeia o cotidiano das unidades escolares, as ações do diretor escolar estarão consolidadas na reflexão registrada no PPP, que é a produção coletiva da escola, e servirá sempre de âncora para os momentos de tomada de decisões, de retomada de orientações e de mudanças quando estas se fizerem necessárias. Logo, será o gestor o mediador da práxis, cabendo a ele gerir a comunidade em direção a diminuir o distanciamento entre as reflexões e a pratica cotidiana.

 

Referencias

FREIRE; Paulo. Pedagogia da Autonomia: saberes necessários a prática educativa. São Paulo: Editora Paz e Terra, 1996

PARO; Vitor Henrique. Diretor Escolar: educador ou gerente? São Paulo: Editora Cortez. Coleção Questões da Nossa Época – vol. 56. 2015

VASCONCELLOS; Celso dos Santos. Planejamento: projeto de ensino aprendizagem e Projeto Político-Pedagógico. São Paulo: Libertad Editora, 2009